> Siga-nos:

50 motivos para expor em feiras (com ou sem crise)

  1. Redação - F&C
  2. 11/01/2013 12:33

50 motivos para expor em feiras (com ou sem crise)

Conhecer esses motivos e usá-los como argumento é ainda mais importante em tempos de crise financeira internacional, quando as empresas adotam como principal estratégia de sobrevivência o corte de investimentos

Por Loraine Calza

 Certamente, quem expõe regularmente sabe que não faltam motivos para participar das feiras. Seja para realizar vendas direta ou indiretamente ou reforçar a imagem institucional da empresa, as feiras são uma estratégia obrigatória para todas as organizações interessadas em ampliar seus negócios e atualizar-se com as últimas tendências de mercado. O consultor Barry Siskind já chegou a listar 100 motivos que atendem aos objetivos corporativos e departamentais da empresa, além dos objetivos individuais, ou seja, de busca de oportunidades de crescimento pessoal dos funcionários. Mas é claro que, para ter sucesso numa exposição, é preciso escolher um ou, no máximo, dois motivos para cada feira, porque o exagero pode resultar em fracasso.

Feira & Cia selecionou 50 motivos, com base nos argumentos apresentados pelos especialistas que têm freqüentado as páginas da revista nos últimos anos. Eles são mais do que suficientes para justificar a participação nesse tipo de evento e adquirem uma importância ainda maior em tempos de crise financeira internacional, quando as organizações adotam como principal estratégia de sobrevivência o corte de investimentos.

Nessa hora, é bom ter em mente os motivos para contra-argumentar de forma fundamentada e garantir a continuidade da participação nos principais eventos.

Além disso, conhecer os motivos também tem um sentido prático. Segundo a consultora internacional Susan Friedman, os motivos pelos quais uma empresa expõe no evento são a essência de toda a participação na feira. “Saber o que você deseja conquistar no evento vai ajudá-lo a planejar todos os aspectos: tema, tipo e design do estande, material gráfico, produtos à mostra, brindes, informativos, etc.”

NOSSOS 50 MOTIVOS:

1) Vender produtos e serviços.

2) Demonstrar novos produtos e serviços ou novos usos para produtos e serviços que os clientes e o mercado já conhecem.

3) Encontrar-se pessoalmente com os compradores ou conhecer compradores que geralmente não estão acessíveis ao pessoal de vendas.

4) Dar aos clientes a oportunidade de se encontrarem com especialistas, ou seja, profissionais que têm o domínio técnico dos produtos e serviços e que, normalmente, não participam diretamente do processo de vendas.

5) Encontrar os tomadores de decisões.

6) Compreender o processo decisório de seus prospects.

7) Comparar-se aos concorrentes e obter informações sobre eles.

8) Resolver problemas dos clientes, pois as feiras são uma oportunidade de encontrá-los ou aplacar as suas reclamações, atendendo-os pessoalmente e de forma especial no estande.

9) Obter feedback sobre novos produtos ou serviços.

10) Realizar pesquisas de mercado, aproveitando os visitantes da feiras, que são o público de interesse da empresa.

11) Criar uma database de clientes.

12) Desenvolver novos fornecedores.

13) Encontrar e desenvolver revendedores

e representantes.

14) Criar leads para revendedores e representantes.

15) Reforçar a imagem da empresa ou estabelecer uma nova imagem.

16) Aumentar a consciência de marca.

17) Destacar novos produtos, serviços e iniciativas para a mídia, que sempre marca presença nas feiras de negócios

18) Apresentar altos executivos da empresa à mídia.

19) Reforçar os planos de marketing e determinar a eficácia de campanhas promocionais e de marketing.

20) Aproveitar a oportunidade para interagir com equipes de venda e realizar reuniões com elas.

21) Reposicionar a empresa em um mercado.

22) Conhecer as novas tendências do setor.

23) Interagir com profissionais do setor e colegas.

24) Estabelecer relações comerciais com compradores internacionais.

25) Criar oportunidades de retorno elevado do investimento.

26) Descobrir oportunidades de transferência tecnológica.

27) Encontrar novas oportunidades de negócios.

28) Buscar oportunidades de parcerias diferenciadas.

29) Organizar eventos especiais de hospitalidade no setor.

30) Apresentar especialistas da empresa em seminários e workshops, que podem ser realizados paralelamente ao evento.

31) Entreter clientes especiais, oferecendo um tratamento diferenciado no estande.

32) Oferecer aos funcionários que trabalham nos “bastidores” uma chance de conhecer os clientes.

33) Efetuar vendas no ato.

34) Abrir caminho para futuros contatos focados em vendas.

35) Fortalecer o estado de ânimo do pessoas de vendas.

36) Fazer demonstração ao vivo de produtos.

37) Demonstrar equipamentos que não são portáteis.

38) Aproximar a alta administração dos clientes.

39) Encurtar o ciclo de compras.

40) Treinar novos funcionários.

41) Criar empolgação em torno de novos produtos e serviços.

42) Aumentar a lucratividade da empresa.

43) Superar publicidade desfavorável.

44) Fortalecer mercado de divulgação boca à boca.

45) Encontrar-se com porta-vozes do setor.

46) Explicar os efeitos de mudanças corporativas.

47) Participar de sessões educativas, que acontecem paralelamente à exposição.

48) Divulgar ligações da empresa com grupos da comunidade ou do setor.

49) Introduzir novas iniciativas de responsabilidade social.

50) Dar suporte a iniciativas existentes de responsabilidade social.

OBJETIVOS INDIVIDUAIS

Além dos objetivos corporativos e departamentais, Siskind também lista razões individuais que despertam o interesse dos profissionais para as feiras:

1) Descobrir as tendências do setor.

2) Estabelecer uma rede de contatos profissionais.

3) Conhecer os concorrentes e novas tecnologias.

4) Desenvolver novas habilidades interpessoais.

5) Participar de eventos do setor.

6) Desenvolver o companheirismo entre equipes departamentais.

7) Aprender mais sobre o âmbito de atuação

da empresa.

8) Conversar com clientes.

9) Conhecer executivos da organização.

2 Comentarios

  1. Muito interessante Lucas e Loraine. Mas apesar disso ainda temos muitos expositores que vão as feiras porque seus concorrentes lá estão. E nem sempre tão bem preparados como deveriam estar, apesar da importância e dos custos envolvidos.

  2. Lucas Mosca dice:
    Posted %d 16America/Sao_Paulo %B 16America/Sao_Paulo %Y at %H:%M 11Wed, 16 Jan 2013 11:16:39 -020039. | Permalink

    É uma mentalidade que, aos poucos, está sendo mudada, José. E conseguimos, assim, com mais facilidade, flagrar casos de boas estratégias trabalhadas nos pavilhões.


Deja un comentario

Tienes que estar logueado para escribir un comentario.

ESTANTE
Feira e Cia

Ver estante